INTERPOL (2017)

O terrorismo e a cooperação policial internacional em Megaeventos

Clique aqui para acessar o guia de estudos

Clique aqui para acessar o guia de regras

Clique aqui para acessar o blog do comitê

A INTERPOL (2017) se passará na 86ª Assembleia Geral da organização e abordará sobre a influência do terrorismo na cooperação policial internacional em grandes eventos esportivos. Desde o Massacre das Olimpíadas de Munique (1972) a segurança nos eventos esportivos se tornou algo preocupante entre os países, visto o objetivo do evento e o ocorrido. Portanto, a segurança se tornou foco para os anfitriões e para a INTERPOL, que busca compartilhar informações para impedir que acontecimentos como o de Munique não se repitam. Por essa importância, nos eventos esportivos isto vem ficando mais relevante e perceptível, como no exemplo mais perto de nossa realidade, as Olimpíadas do Rio 2016, quando foi criado a 1ª Lei Antiterrorismo no Brasil. O tema proposto aborda múltiplas questões que farão os delegados conhecerem as pautas de discussões da organização e os modos de funcionamento da mesma, fornecendo dessa forma, uma experiência única para os delegados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s