Mulher e a Economia

economia

 

Ao longo dos anos, é possível ver a maior inserção de mulheres no setor econômico, especialmente em áreas que eram tidas como tipicamente “masculinas”.  Mesmo com tais avanços, muitos obstáculos ainda prejudicam a igual participação e inserção de mulheres na economia, estando estas mais vulneráveis. Com a adoção da Declaração, os Estados se comprometerem em promover ações que visam o desenvolvimento das mulheres no que tange a sua relação com a economia.

Mesmo com diferentes estudos comprovando que o acesso aos direitos econômicos pelas mulheres promovem a economia e o desenvolvimento sustentável, as mulheres ainda sofrem com a falta de acesso a recursos e bens, sofrem desproporcionalmente com a pobreza, discriminação e exploração dentro do mercado de trabalho. Outros problemas, como casamento infantil e acesso à educação, também apresentam-se como entraves para a plena participação das mulheres na economia, impedindo que estas se desenvolvam ao longo da vida.

A Declaração e Plataforma de Ação de Pequim se comprometeu não só com a relação das mulheres com a economia, mas também com outras áreas criticas que também se relacionam com este objetivo. Sendo assim, os Estados se comprometeram com o desenvolvimento da situação das mulheres nessas áreas, visando a promoção da igualdade e empoderamento de gênero. Ações como o estímulo da igual participação em setores com alta segregação, a divisão do trabalho doméstico entre homens e mulheres e acesso à direitos trabalhistas, são algumas das proposições feitas pelos Estados em prol das mulheres e economia. O cumprimento e a revisão dessas ações são de suma importância para que a igualdade seja promovida, melhorando a economia e a sociedade.

Quais são os objetivos estratégicos abordados pela Declaração em relação a mulheres e economia?

  • Promover a independência econômica das mulheres e seus direitos econômicos, inclusive os de acesso ao emprego, a condições de trabalho apropriadas e ao controle sobre os recursos econômicos
  • Facilitar o acesso igual das mulheres a recursos, emprego, mercados e comércio
  • Proporcionar às mulheres de baixa renda serviços comerciais e acesso aos mercados, à informação e à tecnologia
  • Fortalecer a capacidade econômica da mulher e de suas redes comerciais
  • Eliminar a segregação ocupacional e todas as formas de discriminação no emprego
  • Promover a harmonização do trabalho e das responsabilidades familiares, para as
    mulheres e os homens

 

Fonte: http://beijing20.unwomen.org/en/in-focus/economy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s