Bombardeiros de mergulho: os decisores da batalha

Por Pedro Dias

Um Bombardeiro é uma aeronave militar projetada para atacar alvos através do lançamento de bombas. Um Bombardeiro de mergulho, mais especificamente, é uma aeronave parecida com um grande caça, que carrega uma bomba na fuselagem, mergulhando para soltá-la. Durante a Segunda Guerra Mundial, eram conhecidos como feras motorizadas de metal e faziam missões de interceptação e ataque ao solo. Os japoneses utilizaram-se do Aichi D3A, do Nakajima B5N e do Yokosuka D4Y; enquanto os norte-americanos detinham o SBD Dauntless e o Vindicator SB2U. Todos muito usados na Segunda Guerra Mundial, principalmente no Oceano Pacífico, pois podiam ser completamente sediados em porta-aviões, sendo responsáveis pelo afundamento de inúmeros navios. Atualmente, a função dos Aviões de Combate está cada vez mais unificada, e a grande maioria dos caças convencionais podem ser também utilizados para a função de bombardeio de mergulho.

aichiAichi D3A foi um avião utilizado durante a Segunda Guerra Mundial pelo Império Japonês, sendo mais tarde, no final da guerra, utilizado em ataques kamikazes. Era um bombardeiro de mergulho leve e altamente eficiente após descarregar suas bombas, podendo inclusive enfrentar os caças americanos no início da Guerra do Pacífico. O modelo D3A foi considerado inadequado logo em 1940 e já era considerado obsoleto no ataque a Pearl Harbor, em 1941. Com a entrada do avião Yokosuka D4Y, os aviões da D3A deixaram de ser utilizados em porta-aviões, para serem usados em terra.

Com o decorrer da guerra o D3A foi ficando ultrapassado pois tinha trem de pouso fixo e um motor não muito eficiente, o que deixava o D3A de ser a preferência dos pilotos japoneses. Seu maior problema era a velocidade, recebendo assim um motor mais potente, porém consumia mais combustível e assim recebeu também tanques adicionais, porém os tanques adicionais faziam o avião ficar mais pesado e assim reduziu-se a capacidade de levar equipamentos/bombas a maiores distâncias.

O Aichi D3A foi o principal bombardeiro de mergulho do Japão no começo da guerra, e foi projetado para substituir o biplano Aichi D1A. O D3A possuía asas desenhadas em formas elípticas utilizadas anteriormente pelos alemão He 70.

nakajimaaaNakajima B5N, apelidado pelos aliados de “Kate”, foi um bombardeiro torpedeiro fabricado pela empresa japonesa Nakajima Aircraft Company e utilizado pela Marinha Imperial Japonesa como o principal bombardeiro torpedeiro durante a Guerra do Pacífico na Segunda Guerra Mundial.

O Nakajima B5N foi projetado para atender uma solicitação da marinha de 1935 para substituir o bombardeiro Yokosuka B4Y e o primeiro protótipo voou em janeiro de 1937. Teve importante papel no afundamento dos porta-aviões USS Yorktown, USS Lexington e USS Hornet da Marinha dos Estados Unidos. Também foi empregado em ataques kamikaze.

yokosukaYokosuka D4Y Suisei foi um bombardeiro de mergulho utilizado pela Marinha Imperial Japonesa. Era chamado de “Judy” pelos Aliados da Segunda Guerra Mundial. O D4Y foi um dos aviões bombardeiros de mergulho mais rápidos daquele conflito e apenas atrasos no seu projeto de desenvolvimento impediram que ele fosse mais utilizado que o Aichi D3A, que acabou ficando em serviço mais tempo que o esperado. Apesar do seu uso limitado, o D4Y, devido a sua velocidade e alcance, foi valioso aos japoneses, e ele também foi usado como avião de reconhecimento, além de também servir como aeronaves kamikaze.

dauntlessDouglas SBD Dauntless foi um caça-bombardeiro naval e bombardeiro de mergulho fabricado pela Douglas Aircraft de 1940 até 1944. O SBD (“Scout Bomber Douglas”) foi o principal caça de escolta e bombardeiro de mergulho embarcado em porta-aviões da Marinha dos EUA durante o período da Segunda Guerra Mundial. Ele também foi operado pelos Fuzileiros Navais dos EUA, tanto a partir de bases terrestres como de porta-aviões. Seu primeiro uso em combate significativo foi durante a Batalha do Mar de Coral, mas o SBD Dauntless é famoso por ter sido o caça-bombardeiro que desferiu os golpes fatais contra os porta-aviões japoneses durante a Batalha de Midway, em junho de 1942. A aeronave foi uma das mais importantes na Frente do Pacífico na Segunda Guerra, afundando mais embarcações inimigas nesse teatro do que qualquer outro bombardeiro aliado.

Durante a época em que serviu em combate, o SBD foi um excelente caça de escolta e possivelmente o melhor bombardeiro de mergulho do mundo. O modelo possuía longo alcance, boa manobrabilidade, potente carga bélica, excelente desempenho em mergulho, armamento defensivo e resistência a danos. O Dauntless era superior em muitas dessas características a seus equivalentes Junkers Ju 87 Stuka e o japonês Aichi D3A “Val”. O modelo teve uma versão sem gancho de cauda, que foi operada pela Força Aérea sob a designação A-24 Banshee.

vindicatorVindicator Vought SB2U era um bombardeiro de mergulho baseado em transportadores americanos desenvolvido para a Marinha dos Estados Unidos na década de 1930, o primeiro monoplano neste papel. Obsoleto no início da Segunda Guerra Mundial , os Vindicators ainda permaneceram em serviço no momento da Batalha de Midway , mas em 1943, todos tinham sido retirados para unidades de treinamento. Era conhecido como o Chesapeake no serviço da Royal Navy.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s