Educação e treinamento das mulheres

educação
Educação e capacitação das mulheres – Desigualdades no acesso à educação e capacitação de meninas e mulheres

Como as meninas e mulheres se relacionam com a educação e capacitação?

No acesso a educação de qualidade, apesar de todas as regiões terem atingido – ou quase – a igual participação de meninos e meninas na educação primária, a inserção de meninas e mulheres – especialmente das áreas rurais – no segundo e terceiro grau, ainda é muito desigual comparado aos meninos. A educação é um direito, e, além de ser crucial para o indivíduo, contribui para ganhos sociais e econômicos, reforçando a necessidade de se promover a educação igualitária e de qualidades para todos.

O acesso à educação é um dos direitos fundamentais e as meninas e mulheres ao redor do mundo devem ter esse seu direito assegurado. Além disso, todas as pessoas também têm o direito de, ao longo da vida, desenvolver o seu pleno potencial, o que significa a chance de, por exemplo, viver sem violência, ter a chance de capacitar-se e ter um emprego decente e formal, dentre outras coisas.

Nesse sentido, a educação e capacitação de mulheres e meninas é um elemento essencial para se garantir a igualdade entre gêneros, beneficiando não só as mulheres a nível individual, como também toda a sociedade. Isso porque a maior capacitação e desenvolvimento das mulheres contribui para a sua inserção no mercado de trabalho, impulsionando a economia e, consequentemente, outras áreas, como saúde, nutrição, e outras.

Além disso, outras áreas de desenvolvimento também estão atreladas á garantia do acesso à educação. Por exemplo, a discriminação de gênero muitas vezes impede que meninas e mulheres tenham seus direitos garantidos, uma vez que, violência contra a mulher, casamento e trabalho infantil, falta de acesso à água, dentre outros problemas, as impedem de exercer sua plena capacidade. Além disso, a discriminação não se limita a somente essa esfera. Mulheres muitas vezes são marginalizadas em diferentes campos educacionais, como na ciência e engenharias, que são consideradas “áreas masculinas”, além do fato de que há uma pequena inserção de mulheres nos níveis mais altos da educação.

Ao ratificarem a Declaração, a questão da educação e capacitação se tornou uma das áreas prioritárias, na qual os Estados se comprometeram com a promoção do acesso igualitário à educação e o investimento em mais recursos, visando maior inserção das mulheres na educação e a eliminação do analfabetismo entre elas. Além disso, os atores também se comprometeram com o fim da discriminação na educação e o desenvolvimento do acesso à meios de capacitação para as mulheres. Mesmo com os avanços que foram feitos desde 1995, as mulheres e meninas continuam sendo discriminadas na educação, possuem menos chances de desenvolvimento pleno e pouca inserção no mercado de trabalho formal, sendo necessárias maiores ações dos Estados nesse sentido.

Quais são os objetivos estratégicos abordados pela Declaração em relação a mulheres, educação e treinamento?

  • Assegurar a igualdade de acesso à educação
  • Eliminar o analfabetismo entre as mulheres
  • Aumentar o acesso das mulheres à formação profissional, à ciência e tecnologia e à
    educação permanente
  • Estabelecer sistemas não discriminatórios de educação e capacitação
  • Alocar recursos suficientes para as reformas da educação e controlar a implementação
    dessas reformas
  • Promover a educação e capacitação permanentes para meninas e mulheres

 

 

Fonte: http://beijing20.unwomen.org/en/in-focus/education-and-training

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s