Proposta de Resolução

            Uma das partes mais importantes do MINIONU é a Proposta de Resolução. Afinal, ela é o resultado de todas as discussões que ocorreram durante o evento. Apesar dessa proposta ser um documento de extrema importância, uma vez que seu conteúdo foi decidido, ela é simples de ser escrita. Confira esse post para saber mais sobre as propostas!

            A Proposta de Resolução (também chamada apenas de Resolução) é um documento que contém todas as decisões tomadas pelos delegados para a solução de um tópico da agenda. Os delegados devem redigir uma proposta por tópico, e o tópico só poderá ser encerrado uma vez que uma resolução tenha sido votada e aprovada. Uma vez que os delegados tenham finalizado uma proposta, ela deve ser entregue à mesa diretora para apreciação; a mesa então analisa a proposta e, caso encontre algum erro, ele é marcado e devolvido aos delegados para correção. Uma vez apreciada e apresentada ao comitê, a proposta só poderá ser modificada por meio de emendas.

            O formato de uma proposta de resolução é simples. Ela se divide em três partes; as cláusulas preambulares, as cláusulas operativas e os signatários. As cláusulas preambulares expressam as considerações dos delegados, e tudo aquilo que eles estão levando em conta para escrever o documento (como, por exemplo, os direitos humanos). Elas devem ser escritas em gerúndio (acolhendo, respeitando, considerando, etc).

            As cláusulas operativas expressam as decisões e ordens que o documento contém, e por isso, devem sempre começar no imperativo (aceita, afirma, declara, etc). Essas cláusulas devem se organizar em tópicos e os tópicos devem terminar em ponto e vírgula, exceto o último, que deve se encerrar com um ponto final. Subtópicos fornecendo maiores detalhes ou possíveis ressalvas em alguma das decisões são permitidos e não precisam começar no imperativo.

            Por fim, os signatários são os delegados que redigiram o documento. Vale lembrar que você não precisa concordar com nenhum documento para ser signatário do mesmo! Assinar um documento só indica que você quer que ele seja discutido. Assim, um delegado pode assinar uma proposta de resolução que decide algo contrário à sua posição, pois deseja discordar de um dos pontos, ou até adicionar alguma ressalva. Uma proposta de resolução precisa de, no mínimo, um terço dos signatários para ser considerada válida. A proposta de resolução não possui um limite de páginas, e deve ser redigida em uma fonte legível, limpa e profissional.

            Esperamos que o post tenha ajudado no entendimento de como se produz uma Proposta de Resolução. De qualquer forma estamos a disposição para eventuais dúvidas. Até breve!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s