Administração de Risco em Megaeventos Esportivos

Riscos são inerentes a interação humana. Ao sairmos de casa somos expostos a um número infinito de possibilidades que podem nos impedir de concluir os objetivos que temos em mente. Da mesma maneira, riscos tem presença constante no dia a dia dos gabinetes de executivos, administradores de empresas e/ou da comissão organizadora, seja de eventos comuns, como feiras e exposições, ou megaeventos, como grandes shows (Rock in Rio; Download Festival; Lollapalooza), ou megaeventos esportivos, como a Copa do Mundo FIFA e os Jogos Olímpicos. Sua contenção é essencial seja para a plena realização das atividades de uma empresa ou para o bom andamento de feiras, exposições, shows e megaeventos esportivos.

Mas afinal, o que são riscos? Riscos podem ser definidos como qualquer incidente provável de ocorrer no futuro e que tendem a afetar de maneira negativa os objetivos de determinado ator. No caso de um megaevento esportivo, riscos são aqueles que afetarão de maneira negativa a realização de megaeventos, trazendo fricções e, em última instância, ameaçando sua paralização ou cancelamento (BOWDING et al, 2006).

A partir de uma perspectiva sociológica, Beck Ulrich (2006) aponta a não-compensabilidade dos riscos. Isto é, por mais que seja desejado, não há como se ver livre dos riscos. O que, como consequência, traz à tona o princípio da precaução. O principio da precaução nos diz que, mesmo não havendo à sólida evidência de que determinado risco é real, nunca se há a garantia de que a segurança está completamente garantida. Dessa maneira, é preciso agir de forma preventiva no presente antes que o evento futuro saia da probabilidade e se materialize. É preciso antecipar e agir preventivamente para a garantia da segurança do objeto ameaçado e não esperar a catástrofe se desenrolar para que alguma ação seja tomada.

A Administração de Riscos se torna então ponto nevrálgico para o planejamento de qualquer atividade e deve ser incluída na organização de qualquer megaevento esportivo. Mas o que seria administração de Riscos? A British Standard Institution (BSI) define administração de riscos como “a aplicação sistemática de políticas, procedimentos e práticas de modo a compreender o contexto e identificar, analisar, estimar, monitorar e comunicar os riscos” (BSI apud HANSTAD, 2012, p.190). Usualmente, o processo de administração de risco em megaeventos envolve seis etapas (FUNBIO, 2013):

  1. Planejamento: O estabelecimento das diretrizes para a contenção de riscos dentro do projeto a ser realizado;
  2. Identificação: A determinação dos eventos que potencialmente podem afetar de maneira negativa o projeto;
  3. Avaliação: Priorização dos riscos baseando-se na probabilidade de sua ocorrência;
  4. Análise: Analisar a forma provável de cada risco se concretizar, seus efeitos imediatos e a cadeia de eventos que ele desencadeará;
  5. Resposta: Elaboração de medidas que contribuirão para maximizar as oportunidades e minimizar os riscos durante a organização e nos dias de realização do megaevento
  6. Monitoramento e Controle: Monitoramento dos riscos identificados durante o período de organização e durante os dias do evento e execução dos planos de controle de risco em caso de necessidade.

Figura 1: Exemplo do Ciclo de Administração de Riscos

riscos

Adaptado de FUNBIO, 2013, p.18

Pela sua dimensão, são inúmeros os riscos aos quais a Comissão Organizadora dos Jogos Olímpicos devem lidar. Jennings (2011), os classifica em duas dimensões (ver tabela 1): i) Internos-Externos, isto é, ou estão relacionados à organização do evento ou são independentes dela, mas podem, da mesma forma, afetar diretamente a realização do evento; ii) Nacionais-Transnacionais, quer dizer, ou são riscos inerentes à cidade ou país-sede, ou são riscos que ultrapassam as fronteiras da cidade ou país-sede.

Tabela 1: Riscos à Megaeventos Esportivos

Interno (Endógeno) Externo (Exógeno)
Sub-nacional/nacional (Sede) – Administrativos

– Construção

– Fluxo de Espectadores

– Datas limite para finalização dos preparativos

– Finanças

– Suporte da População

– Urbanização

– Terrorismo doméstico e desordem pública

– Eventos aleatórios relacionados a geografia e o clima

– Suprimento de água e energia

– Transporte Público

Transnacional – Aprendizado entre eventos

– Geopolítica

– Doping

– Taxa de Câmbio

– Preço de Commodities

– Governança do Movimento Olímpico e suporte internacional

-Terrorismo Internacional e cyber-terrorismo

– Mudanças Tecnológicas

– Condições Econômicas Globais

– Doenças

– Guerra

 

Fonte: Jennings, 2011, p.34

Como se pode observar pela tabela, o terrorismo é frequentemente disposto como um dos mais importantes riscos relacionados a Megaeventos Esportivos. No caso do Terrorismo Internacional, temos que o risco representado pelo uso do terror por algum grupo político durante a realização de megaeventos é externo a este (já que, apesar do mesmo ser utilizado como plataforma, o ato em si é independente a ele) e transnacional (no sentido de que todas as cidades e países são tidos como alvos em potencial). Como exemplo, podemos citar os atentados aos Jogos Olímpícos de Munique em 1972 (JENNINGS, 2011).

Bibliografia

BOWDING, Glenn; et al. Events Management. 2ª Ed. Amsterdam: Elsevier, 2006

FUNBIO. Funbio Project Risk Management Guidelines. PMO –  Focal Point, OP-09, 2013

HANSTAD, Dag Vidar. Risk Management in Major Sporting Events: a participating national team’s perspective. Event Management, v.16, p.189-201, 2012

JENNINGS, Will. Governing the Games in an Age of Uncertainty: the Olympics and organisational responses to risk. In: RICHARDS, A; FUSSEY, P.; SILKE, A. (Orgs.). Terrorism and the Olympics: Major Event Security and Lessons for the Future. Londres: Routledge, 2011

ULRICH,  Beck. Living in the World Risk Society. Economy and Society, v.35, n.3, p.329-34, 2006

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s