13° EMENDA: SEGREGAÇÃO RACIAL E ENCARCERAMENTO EM MASSA NOS EUA.

A 13° emenda é um documentário disponibilizado na rede Netflix que traça um paralelo entre a escravidão das pessoas negras e a atual situação do encarceramento em massa de pessoas negras nos EUA. A 13ª Emenda da Constituição dos EUA dita que “Não haverá, nos Estados Unidos ou em qualquer lugar sujeito a sua jurisdição, nem escravidão, nem trabalhos forçados, salvo como punição de um crime pelo qual o réu tenha sido devidamente condenado”. Salvo como punição de um crime. Desta maneira, a diretora do documentário, Ava Duvernay, mostra como esta emenda tem sido manipulada para transformar ex-escravos africanos e afrodescendentes e seus descendentes ao longo dos anos, em trabalhadores servis a partir do enquadramento criminal — condição pela qual têm negada a plena cidadania.

Ava Duvernay expõe o racismo e nos demonstra como o poder público encontrou mecanismos para perseguir pessoas negras.

“A preocupação dos republicanos Richard Nixon (presidente de 1969 a 1974) e Ronald Reagan (presidente dos EUA de 1981 a 1989) em defender a “Lei e a Ordem”, o discurso conservador de Bill Clinton (1993 – 2001) e todo o jogo corporativo para manter o trabalho forçado como política de mercado é apresentada de forma cristalina. É, ao mesmo tempo, uma obra sobre racismo, educação, controle da mídia e anticapitalismo. Ela vai do discurso ativista pelos direitos civis ao escancaramento do cerne corrupto da relação entre empresas e políticos. A parte sobre o Alec, o Conselho Legislativo Americano de Troca, mostra o descaramento da promiscuidade nas relações de empresários e legisladores, o que funciona quase como um prenúncio de propostas de privatização de alguns órgãos estatais no Brasil.” (BLOC, 2016)

    Assim, a 13° vai nos demonstrando como o racismo estrutural e institucional tem dificultado e muitas vezes, negado o exercício do direito a uma vida digna à pessoas negras. Mostra o rapaz negro, preso injustamente e que passou três anos encarcerado por se negar a confessar um crime que na verdade nunca havia cometido. A ativista negra que correu o risco de prisão perpétua após ser perseguida porseu ativismo político em prol das causa negra. O assassinato de Fred Hampton, o carismático líder do Partido dos Panteras Negras, morto aos 21 anos. As mortes recentes de cidadãos afroamericanos, vítimas de violência policial e que estimularam a criação do “Black Lives Matter” (“Vidas Negras Importam”).

É um documentário forte e urgente e que não pode deixar de ser assistido e o tema tratado nele será um dos temas mais importantes a serem tratados em nossa simulação em outubro. Por isso não deixem de assistir!!!!

p.s: Na rede Netflix também está disponível uma entrevista com a diretora do documentário Ava DuVernay, em que ela fala sobre a direção do documentário, sobre seu ativismo, sobre racismo e outros temas interessantes. Também vale a pena conferir!!!!!!

Marina Teixeira.

Fontes:

BLOC, André. A 13ª Emenda”: Melhor obra exclusiva da Netflix até hoje. 17/10/2016. Disponível em: http://blog.opovo.com.br/cinemaas8/13a-emenda-melhor-obra-exclusiva-da-netflix-ate-hoje/

BARBOSA, Tiago. Documentário ‘A 13ª emenda’ mostra as consequências da escravidão nos EUA. 24/10/2016 Disponível em: http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/diversao-e-arte/2016/10/24/interna_diversao_arte,554406/documentario-a-13-emenda-mostra-as-consequencias-da-escravidao-nos.shtml

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s